Skip to main content

Posts

Showing posts from June, 2017

Reprogramação 8- Compensação através da renúncia.

Reprogramação 8- Compensação através da renúncia. 
Quem nunca inferiorizou-se para agradar ao outro?  Ao trabalharmos reprogramação, encontramos crenças das mais variadas origens, e uma muito corriqueira é a de que "se faz necessário ser pequeno para o outro não perceber o próprio tamanho", ou seja, me diminuo para me relacionar.  Isso é um verdadeiro veneno, tanto para quem se diminui, quanto para aquele que acredita na ilusão da própria estatura.  Sem dúvida alguma, é uma ação contraproducente para ambas as partes. Há casos em que dentro de uma família, um irmão não desenvolve suas potencialidades porque houve, por exemplo, a morte de um outro irmão, e ele sente-se culpado, acredita que se gozar a vida plenamente estará desonrando a morte do outro.  Seja no caso de uma morte, ou não, quando renunciamos o nosso SUCESSO em prol de outro, fazemos isso acreditando que estamos em vantagem sobre alguém, e então, não ASSUMIMOS o que é nosso.  Acreditamos que se não empossarmos d…

Família Opressiva? Por que seguimos padrões familiares?

Família Opressiva? Por que seguimos padrões familiares? 


Para essa pergunta, a resposta à primeira vista parece óbvia, e até é, contudo, isto não significa que seja superficial, muito pelo contrário.  Tudo nesta vida, EXATAMENTE TUDO, está ligado a nossa identificação com o externo(portanto há aquilo internamente em nós). Na constelação familiar trabalha- se muito profundamente a ordem do amor e seu emaranhamento, e no thetahealing, por sua vez, trabalha-se o sistema de programação de crenças em suas mais variadas origens. Voltando a pergunta título "por que seguimos padrões familiares?", a resposta tanto dada pela constelação, quanto pelo thetahealing é a mesma em seu pano de fundo, IDENTIFICAÇÃO.  Veja a seguinte situação: sigo o fracasso amoroso da família porque me identifico com a situação, e concomitantemente, me identifico porque há em mim uma crença na qual me faz manter o padrão familiar (faz sentir-se aceito pelo grupo, inclusive). DIRETO AO PONTO! Quer sair de alg…

Sua relação é desigual?

Sua relação é desigual?

Consciência e Compensação.
Muito comum para aqueles que fazem uso da de terapias quânticas, o conceito de que toda energia é redirecionada depois de usada em determinada situação, Bert Hellinger tem opinião semelhante ao tratar de relações e o movimento de redirecionamento energético.  "Quando numa relação existe desnível entre a VANTAGEM de um e a DESVANTAGEM do outro, todos os envolvidos sentem uma necessidade de compensação. Eles a experimentam como uma reivindicação da CONSCIÊNCIA; a que odedecem consciente ou instintivamente "(B. Hellinger). Trocando em miúdos e em termos práticos, toda ação gera energia para uma reação no intuito de equilibrar a contribuição dada por cada um.  Em outro ponto, Hellinger fala sobre a impossibilidade desse nivelamento, e que ao acontecer- quando um parceiro não se vê em condições de retribuir- o parceiro que mais recebeu rompe a relação, pois se vê desmerituoso, desigual diante do outro. Por isso, atente-se para a …

O que torna o outro admirável?

O que torna o outro admirável? 
Nos mais variados tipos de relacionamento que temos, para que ele seja mantido de pé, é necessário ter o ingrediente da ADMIRAÇÃO!  Alguns admiram os detalhes, outros admiram a amplitude, mas independente da chama que alimenta, é indispensável estarmos com disposição emocional para vermos a "habilidade" alheia se revelar na relação.  E quando diminuímos ou perdemos a admiração? -Ah, a vontade de permanecermos ao lado do outro irá diminuir ou se perder também, não tenha dúvida.  Quando se diz que o respeito é o alicerce para qualquer relação, estamos fazendo uma afirmação corretíssima. Afinal, o respeito vem pela admiração que temos da postura alheia. Considere postura o conjunto de informações comportamentais que temos do outro, e dentro deste conjunto pode-se ter informações que não nos agradem tanto, isso não impede, no entanto, de admirarmos a outra pessoa- estamos falando de seres humanos ainda ,ok? Continuando, usamos essas informações sobre qu…